A Santa Casa de Andradina, fundada em 10 de maio de 1940, é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que tem como finalidade a prestação de serviços de assistência médica e hospitalar a comunidade.

O hospital, atua como referência nos processos de Humanização da Assistência a Saúde, oferecendo a todos os envolvidos com a Santa Casa de Andradina, uma melhor qualidade de vida e de trabalho.

O processo de humanização envolve os profissionais da saúde, os usurários e clientes dos serviços oferecidos pela Santa Casa, além de seus familiares.

O objetivo é que os pacientes tenham uma estadia sadia e harmoniosa durante seus tratamentos de saúde, e ao mesmo tempo que a instituição busque a eficiência e a excelência nos serviços oferecidos.

A Santa Casa de Andradina, atua em várias especialidades, são elas:

  • Acupuntura
  • Hematologista
  • Dermatologista
  • Endocrinologia
  • Fisioterapia
  • Geriatra
  • Ginecologista
  • Infectologista
  • Mastologia
  • Nefrologia
  • Neurologia
  • Obstetrícia
  • Ofatmologia
  • Ortopedia
  • Otorrinolaringologia
  • Pediatria
  • Pneumologia
  • Reumatologia

 

A Situação das Santa Casas no Brasil

As Santas Casas no Brasil, são instituições centenárias, na maioria das vezes referências em suas especialidades, sendo essenciais para os processos de assistência médica e hospitalar no Brasil.

Porém nas últimas décadas essa instituições passam por momentos de grande instabilidade financeira, inclusive apresentando risco de interrupção de atendimentos e fechamento de unidades.

Dentre os problemas apresentados pelas Santas Casas, podemos citar como os mais agravantes:

  1. Recursos insuficientes para compra de equipamentos e materiais de primeira necessidade;
  2. Atraso no pagamento de fornecedores e funcionários, e dificuldade na manutenção e contratação de novos profissionais;
  3. Falta de serviços de limpeza e manutenção, em virtude de recursos insuficientes;
  4. Baixa qualidade nos atendimentos prestados, em virtude os pontos apresentados acima.

Os principais motivadores destes problemas estão relacionados aos recursos insuficientes e a má gestão financeira dessas instituições, algumas inclusive com acusações de irregularidades e fraudes.

As Santas Casas são o retrato exato dos problemas financeiros do nosso pais, onde os recursos não são aplicados devidamente e a gestão administrativa ainda deixa a desejar.

 

A situação da Santa Casa de Andradina

A Santa Casa de Andradina assim como a maiorias das Santas Casas do Brasil, também já passou por muitos momentos de instabilidade financeira e ainda enfrenta dificuldades, sendo possível avaliar a situação atual da instituição como em declínio.

A Santa Casa de Andradina apresenta um quadro de atrasos nos pagamentos de fornecedores, o salário dos funcionários também já ficou a atrasado por diversas vezes, o que dificulta a manutenção dos profissionais e a contratação de novos, comprometendo a qualidade de seus atendimentos.

Não bastasse isso, a Santa Casa Andradina ainda, passou várias vezes nos últimos anos por denúncias por irregularidades em contratos e gestão dos recursos financeiros, sendo que em 2012, respondia a quatro processos, que somavam quatorze milhões e meio de reais.

Várias vezes a Santa Casa de Andradina já mudou sua gestão, com a intenção de melhoras a gestão de seus recursos e manter a excelência dos atendimentos, porém frente a situação crítica, a situação ainda não foi regularizada.

Assim a realidade da Santa Casa Andradina, não foge as regras já apresentadas anteriormente e apesar das excelentes condições de atendimento, ainda precisa melhorar significativamente a sua gestão.